segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Não me calarei

"Por amor de Sião não me calarei, e por amor de Jerusalém não me aquietarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvação como uma tocha acesa." Isaías 62.1

Você pode tentar, mas não me calarei. Pode colocar-me na geladeira, a fogueira da inquisição espírita, mas não me calarei. Seu centro, seu grupo, seu clã, sua corja, nada disso é capaz de me calar. Seu encontro, sua morada, sua casa, sua irmandade tampouco são aptos para me silenciar.

Não me queixo de desafetos. Quem não os tem? Preferiria não os ter. Mas, já que existem, que eles sejam claros como a luz do sol e que apareçam como corajosos contendores. Comportamento deplorável este de, perfidamente, se camuflar sob a aparência de cordeiro, para desferir golpes e ataques na condição ontológica e intrínseca de lobo. Assuma-se! Reconheça-se! Lute verdadeiramente contra si e contra os outros, mas faça isso de peito aberto e à luz do dia.

Não há a sua verdade! Não há a minha verdade! Você, assim como eu, é só um instrumento muito rudimentar para propósitos que transcendem a sua mísera existência. Não há nada que você faça, ou que eu faça, que é atribuível a nós mesmos quando esse propósito é alcançado.

Se pensa que é necessário estar vinculado a um grupo para ser esse instrumentozinho mediano nas mãos do Alto, é porque ainda não perdeu seu ranço religioso de outros tempos. Se pensa que seu cargo nessa instituição é algo importante, coloque-o no seu curriculum Lattes e vá procurar emprego! Sua diretoria, sua coordenação, nada disso te engrandece.

Enquanto houver um sopro de vida em mim, não me calarei diante dessa iniquidade, dessa hipocrisia, dessa falsa evolução. Encontro em mim todos os vícios fundamentais para ser quem sou hoje, todavia não os escondo nem de mim, nem de ninguém. E o discurso que faço, muitas vezes, passa longe dessas minhas imperfeições. Se esperássemos seres iluminadíssimos para fazer esse trabalho mínimo, teríamos mais e mais séculos de trevas. Não se engane, não engane os outros! Se incomodo com meu comportamento, não o faço com minha pregação. Seja coerente, para ser minimamente justo.

Eu jogo limpo! Eu jogo às claras! Faça isso também, por amor à honestidade! Se é que conhece essa palavra.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...