quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Quase sem sentido

Paro.
Nada faz sentido.
Insatisfação domina.
Esqueço.
Bebo sem sentido.
Entorpecimento revigora.
Levanto.
Se esforçar para quê.
Desânimo volta.
Sofro.
Eu não me descubro.
Angústia prevalece.
Brigo.
Busco por nada.
Arrependimento consome.
Caminho.
Olho à volta.
Desgraça choca.
Tento.
Uma vez mais pode ser.
Esperança não morre.
Autoanaliso.
Quase não consigo.
Realidade obscura.
Penso.
Tudo é divino.
Renovação começa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...